Article

Expansão da plataforma móvel de saúde comunitária em Moçambique

11 March 2018
View English Version »
Latest News Expanding community based mobile health mhealth in mozambique

De 2012 a 2016, em Moçambique, Malaria Consortium desenvolveu e testou um aplicativo de telemóvel para apoiar os Agentes Polivalentes elementares no diagnóstico e tratamento de doenças ao nível comunitário. O aplicativo reforça sua conexão com o sistema de saúde mais amplo e, particularmente, com seu supervisor direto, baseado na unidade sanitária mais próxima.

Malaria Consortium e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) têm trabalhado juntos desde agosto de 2016, com o apoio da UK Aid do governo do Reino Unido, para desenvolver ainda mais este aplicativo e formar uma plataforma abrangente de saúde digital baseada em telefones celulares, chamada upSCALE, para o programa nacional dos Agentes Polivalentes Elementares.

Os Agentes Polivalentes Elementares (APE) em Moçambique são membros da comunidade que foram treinados para prestar cuidados básicos de saúde nas aldeias remotas onde vivem. Eles realizam actividades de promoção da saúde e fornecem manejo integrado de casos ao nível comunitário para malária, pneumonia e diarreia em crianças menos de cinco anos. Os APEs também tratam todas as faixas etárias para malária e diarreia e encaminham casos de desnutrição aguda, recém-nascidos e mulheres grávidas com sinais de perigo para a unidade sanitária mais próxima.

Em 2014, o pacote de serviços dos APE foi ampliado para incluir planeamento familiar, cuidados na gravidez e pós-parto, exames de rotina de crianças saudáveis, bem como acompanhamento de pacientes com tuberculose e HIV para adesão ao tratamento.

O aplicativo do APE foi refinado para cobrir todos esses serviços. Além disso, um aplicativo especifico, baseado em tablet, foi desenvolvido para os supervisores dos APE, ao nível das unidades sanitárias para fortalecer os vínculos entre o APE e a unidade sanitária. O aplicativo permite que os supervisores monitorem a qualidade do manejo de casos feito pelos APEs, a gestão de estoque de medicamentos dos APEs, e a solução de problemas técnicos do telefone.

A plataforma upSCALE está actualmente a ser implementada em todos os distritos de duas das 11 províncias de Moçambique, Inhambane e Cabo Delgado. O programa nacional dos APEs prevê que esta plataforma seja ampliada em todo o país até 2020.

O Dr. Humberto Rodrigues, Director do Programa Nacional de APE, está interessado em materializar esse processo. "Nosso objectivo é que até 2020 tenhamos a plataforma completa onde podemos visualizar no Sistema Nacional Eletrônico de Informação em Saúde todos os dados produzidos pelos APEs, para garantir que todos os APEs, seus supervisores e gestores de nível distrital e provincial tem acesso à aplicação em todo o país. "

A renovação do acordo de cooperação entre Malaria Consortium e UNICEF estendeu-se de novembro de 2017 a novembro de 2018 e permite incorporar dados estatísticos produzidos pela plataforma upSCALE no Sistema Nacional de Informação Eletrónica de Saúde para Monitoria e Avaliação, e facilitar a integração e gestão do sistema de saúde móvel upSCALE ao Ministério da Saúde de Moçambique. Estes são dois passos críticos para a ampliação de uma plataforma de saúde móvel totalmente funcional.

Os APEs em Moçambique estão aumentando o acesso a serviços básicos de saúde com uma carga significativa de casos. A integração dos dados dos APEs da plataforma upSCALE ao Sistema Nacional de Informação Eletrónica de Saúde permitirá que todos os gestores relevantes no Ministério da Saúde visualizem os dados do APE em tempo real para análise, interpretação e tomada de decisão e monitoria das políticas de saúde pública. A Malaria Consortium tem trabalhado com a Saudigitus neste componente técnico do projecto.

Em 2018, a Malaria Consortium está se focando em fortalecer as capacidades dos actores de nível distrital, provincial e nacional dentro do Ministério da Saúde para maximizar o uso da plataforma upSCALE. Isto é essencial para preparar a entrega da sua gestão às autoridades nacionais de saúde.

Moçambique está prestes a se tornar o primeiro país a expandir um sistema de saúde comunitária digital até esse ponto.

Country: Mozambique

Keywords: Monitoring and evaluation | Digital strategies

Related projects

upSCALE  

 


31 August 2016

upSCALE: mHealth system strengthening for case management and disease surveillance

Type: Project brief
15 November 2015

upSCALE: mHealth system strengthening

Type: Projects
16 March 2017

Mobile technology helps protect pregnant women from malaria

Type: News article
2 August 2017

Community-based Primary Healthcare: the key to unlocking health for all

Type: News article

 

Click here for news archive »

Sign up for our newsletters here: